Por que um especialista em lesões cerebrais quer restringir a cabeçada no futebol

Bennet Omalu, primeiro médico a publicar sobre a Encefalopatia Traumática Crônica (ETC), afirma que ‘nenhuma pessoa com menos de 18 anos deveria cabecear uma bola de futebol’. Cabecear é ‘perigoso’ e ‘não faz sentido’, diz um dos maiores especialistas em lesões cerebrais
Keith Johnston/Pixabay
Cabecear uma bola de futebol deveria ser algo restrito a jogos profissionais, e vetada para menores de 18 anos, segundo um dos maiores especialistas do mundo em lesões cerebrais.
Bennet Omalu foi o primeiro médico a publicar sobre a Encefalopatia Traumática Crônica (ETC), uma condição que tem efeitos de longo prazo e é causada por traumas repetidos na cabeça.
“Não Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!