Pesquisadores brasileiros desenvolvem analgésico a partir de substância extraída de aranha

Estudo rendeu à bióloga Ana Carolina Medeiros o Prêmio Jovem Neurocientista 2018. Analgésico feito a partir de substância extraída de aranha é desenvolvido no Brasil
Vini Christ/BBC
Uma substância extraída da hemolinfa (fluído que tem função semelhante a do sangue dos vertebrados) de um aranha caranguejeira poderá dar origem a um analgésico para tratar dor neuropática (causada por lesões ou doença do sistema nervoso central) e atenuar problemas associadas a ela – depressão, falhas cognitivas ou de memória e atenção, por exemplo.
A pesquisa rendeu a sua autora, a bióloga Ana Carolina Medeiros, o Prêmio Jovem Neurocientista 2018, concedido no último Congresso da Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!