Descoberta nova espécie de réptil que viveu há 237 milhões de anos

Fóssil doado anonimamente para museu do Rio Grande do Sul está ajudando a entender como era o Brasil no Período Triássico. Nova espécie de réptil foi batizada por pesquisadores de Pagosvenator candelariensis
Divulgação
Um fóssil doado anonimamente para o Museu Municipal Aristides Carlos Rodrigues, da cidade de Candelária, na região centro-oeste do Rio Grande do Sul, está ajudando a aumentar o conhecimento que se tinha sobre o Período Triássico (de 251 a 201 milhões de anos atrás) no território onde hoje fica o Brasil.
Pesquisadores das universidades federais do Rio Grande do Sul (UFRGS) e do Vale do São Francisco (Univasf) descobriram Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!